futebol
segunda 27 abril 2015
16:01 - CURTO. - BIBO-PORTO-CARAGO.BLOGSPOT.COM
http://bibo-porto-carago.b logspot.pt/

benfica-FC PORTO, 0-0

Primeira Liga, 30ª jornada
Domingo, 26 Abril 2015 - 17:00
Estádio: Luz, Lisboa
Assistência: 63.534


Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
Assistentes: Bertino Miranda e Álvaro Mesquita.
4º Árbitro: Manuel Oliveira.

BENFICA: Júlio César, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu, Pizzi, Samaris, Talisca, Gaitán, Jonas, Lima.
Suplentes: Paulo Lopes, Lisandro López, Fejsa (64' Talisca), Rúben Amorim, Derley, Ola John (90+2' Jonas), André Almeida (81' Pizzi).
Treinador: Jorge Jesus.

FC PORTO: Helton, Danilo, Maicon, Marcano, Alex Sandro, Casemiro, Rúben Neves, Evandro, Óliver Torres, Jackson Martínez, Brahimi.
Suplentes: Fabiano, Martins Indi, Quaresma (55' Brahimi), Herrera (46' Rúben Neves), Hernâni (64' Evandro), Ricardo, Aboubakar.
Treinador: Julen Lopetegui.

Ao intervalo: 0-0.
Marcadores: -.
Disciplina: cartão amarelo a Eliseu (19'), Gaitán (24'), Danilo (47'), Quaresma (59'), Jackson Martínez (61'), Marcano (72'), Fejsa (77'), Maicon (90').

O FC Porto revelou-se curto para alcançar os 3 pontos no jogo desta tarde no estádio da luz. Com todas as condições para realizar um ataque à baliza do visitado, os azuis e brancos não conseguiram acercar-se com mais intensidade da baliza contrária.

O visitado deu toda a iniciativa de jogo ao FC Porto e recuou o seu bloco tal como já seria esperado. Em jogos contra equipas grandes, o visitado tem sempre esta forma de actuar. Uma equipa cínica, matreira, recuada, fechada e, diria eu, quase banal. Ao invés, contra equipas do nosso campeonato, o visitado joga sempre com grande intensidade porque não há adversários de qualidade nesta nossa liga. São todos muito fraquinhos.

O FC Porto, após derrota estrondosa em Munique, procedeu a algumas mexidas no onze inicial. Adoptando um sistema muito semelhante ao usado na 2ª parte contra o Bayern e reforçado nas alas com Danilo e Alex Sandro, os Dragões deixaram no banco o guarda-redes Fabiano, o médio Herrera e o extremo Quaresma.

Lopetegui procurou assim ter supremacia no meio-campo pois aí é que o jogo poderia ser ganho e não se enganou. A batalha do meio-campo foi ganha e o FC Porto, tal como previa, sabia que iria defrontar um visitado encolhido. Mas o FC Porto revelou-se curto. Curto em termos ofensivos. Não foi capaz de criar grandes oportunidades de golo. A de maior registo aconteceu no fim da 1ª parte por Jackson Martínez.

O jogo terminou num nulo como seria previsível. Uma equipa a não deixar jogar e a tapar os caminhos para a sua baliza contra uma equipa que queria ganhar mas não o soube fazer com toda a exigência necessária. Este nulo pode ter hipotecado de vez com as aspirações portistas ao título mas como até ao fim há campeonato, resta aos Dragões vencer os seus jogos e deixar acontecer o que tiver que acontecer com o adversário directo.

Este nulo serve muito bem as pretensões do visitado. Primeiro porque manteve a distância de 3 pontos e depois, efectivamente, esses 3 pontos passam a ser 4 a partir de hoje. O FC Porto precisa que o visitado perca pontos em dois jogos, num total de quatro por cumprir.

Há que ser realista e não sonhar como muita gente gosta de sonhar. Ou seja, sonhar demasiado alto. Por vezes há que ter os pés bem assentes na terra. Se a situação fosse contrária, diria que o FC Porto estaria a um pequeno passo do título.

Ao visitado faltam as deslocações a Barcelos (ainda a lutar pela permanência) e Guimarães (a lutar pela Europa) e recepções ao condenado Penafiel e ao “amigo” Marítimo. Aos Dragões falta jogar como visitante em Setúbal e em Belém, equipas com as situações já definidas, onde o FC Porto nos últimos anos vence com muita frequência, e vai receber Gil Vicente e Penafiel no Dragão.

O título começa a definir-se, sim, e só temos que reconhecer que não há muito para dizer, neste momento. Poderemos apontar muitos motivos para este título quase perdido. Desde as ajudas externas ao clube visitado, passando pelos pontos mal perdidos em casa com o Boavista ou arbitragens infelizes contra o FC Porto em Guimarães e no Estoril e acabando no empate da choupana, considerado por muitos o momento decisivo deste campeonato.

Não vale a pena lamentar. Temos é que terminar este campeonato com quatro vitórias e, no fim da época, tirar as devidas ilações para o futuro. Não vencendo nada esta época, será a segunda vez que isso acontece desde que Pinto da Costa é presidente do clube. A primeira vez foi na época de 1988-89. Mas esta época tem agravantes. O FC Porto vem de uma época anterior em que só venceu uma supertaça e fez uma péssima época e para esta época partiu com um dos maiores orçamentos da história do clube em termos de contratações.

Sobre o jogo muito pouco a dizer. O FC Porto apresentou-se numa postura táctica semelhante a um 3x5x2. Os defesas centrais Maicon e Marcano tiveram o apoio de Casemiro e os laterais Danilo e Alex Sandro funcionaram como médios-ala. No meio-campo Rúben Neves, Evandro e Óliver povoaram o miolo, com o espanhol a descair para as alas. Na frente Jackson teve o apoio do apagado Brahimi.

O FC Porto teve sempre mais posse de bola e mais iniciativa de jogo.
Por isso o FC Porto fez-se ao caminho, jogou com mais calma e tratou de guardar a bola. Pelo caminho foi a única equipa que rematou e até desperdiçou uma soberana ocasião de golo por Jackson Martínez. Mesmo assim, a primeira parte foi muito curta da parte dos Dragões. O visitado nem vê-lo. Parecia um cachorrinho escondido no buraco.

O segundo tempo trouxe mais intensidade e mais intenções de golo. O FC Porto continuou a ter mais posse de bola e alargou a frente de ataque. Rúben Neves, algo desastrado no passe, foi substituído por Herrera; Brahimi (esteve em campo?) saiu e entrou Quaresma; e depois Hernâni, numa tentativa de imprimir velocidade e dar alguma profundidade no último quarto de hora, entrou para o lugar de Evandro.

Por outro lado o visitado encolheu-se ainda mais e fechou a baliza a sete chaves. Operou substituições muito defensivas, de forma a assegurar o nulo. Não obstante, o visitado acabou por ter uma boa oportunidade nos últimos cinco minutos, num lance muito semelhante ao de Jackson na 1ª metade do encontro.

A equipa de arbitragem, apesar de no geral ter tido uma actuação razoável, foi muito condescendente com as faltas e a agressividade impostas pelos jogadores do clube visitado, não se mostrando do mesmo modo com os jogadores portistas. A qualquer falta portista, o árbitro ameaçava ou mostrava o cartão amarelo. Fica ainda uma possível grande penalidade de Luisão sobre Jackson no 1º tempo e na 2ª parte uma tentativa de Eliseu em derrubar o colombiano na área contrária.

O FC Porto mantém-se a 3 pontos do 1º classificado com quatro jornadas por cumprir. No próximo fim-de-semana, os Dragões deslocam-se ao Sado para jogar com o Vitória de Setúbal.



DECLARAÇÕES

Lopetegui: “Fomos melhores do que o Benfica”

Pouco convencido com a justiça do nulo com que terminou o clássico entre Benfica e FC Porto, Julen Lopetegui elogiou o trabalho dos seus jogadores e viu um jogo “com uma equipa a defender e outra a atacar”. O treinador dos azuis e brancos considerou que a sua equipa teve “personalidade” e lamentou as ocasiões desperdiçadas, prometendo luta “até ao fim” pelo primeiro lugar da Liga NOS, após este jogo ainda à distância de três pontos.

“Acima de tudo, creio que foi um clássico com uma equipa a defender e outra a atacar. O Benfica sabia que o empate lhe seria suficiente para manter a vantagem na tabela e preocupou-se essencialmente em defender, e infelizmente não conseguimos concretizar as oportunidades que tivemos para marcar. Na primeira parte fomos completamente dominadores e o Benfica nem se chegou perto da nossa baliza. A equipa teve personalidade, muita posse de bola, trabalhou muito e fez um bom jogo, mas infelizmente não conseguiu marcar. Podemos ter acusado algum desgaste, mas superámo-nos em muitos momentos do jogo e faltou-nos transformar isso em golos. No cômputo geral, fomos melhores do que o Benfica”, afirmou o técnico espanhol após o encontro.

Julen Lopetegui lembrou a expulsão perdoada a um jogador do Benfica e garantiu que a equipa portista vai lutar “até ao último centímetro da meta”, visto que ainda faltam disputar quatro jornadas. “Na generalidade, a equipa de arbitragem fez um bom trabalho, mas a manter o critério deveria ter expulso o Fejsa após uma entrada dura sobre o Danilo quando já tinha cartão amarelo. Esta equipa é jovem mas tem energia e raça para lutar até ao fim, até ao último centímetro da meta. Queríamos ter ganho e fizemos por isso, mas infelizmente não conseguimos. Agora é trabalhar para ganhar os quatro jogos que faltam”, concluiu o técnico basco.



ARBITRAGEM



RESUMO DO JOGO



15:56 - Paulo Fonseca deixa aberta a porta de saída - OJOGO.PT
Paulo Fonseca, treinador do Paços de Ferreira, desviou-se de questões sobre o FC Porto, clube que orientou na última época.

15:40 - Paulo Fonseca focado no presente mas não sabe se futuro é em Paços Ferreira - FUTEBOL365.PT
Paulo Fonseca focado no presente mas não sabe se futuro é em Paços Ferreira
O treinador Paulo Fonseca assegurou hoje estar focado no seu presente, para se escusar a responder a perguntas sobre o FC Porto, mas assumiu desconhecer se vai continuar no Paços de Ferreira, sétimo da I Liga de futebol.

14:20 - «Lopetegui sentiu que perdeu o campeonato», defende António Sousa - FUTEBOL365.PT
«Lopetegui sentiu que perdeu o campeonato», defende António Sousa
Aos microfones da Rádio Renascença, o antigo jogador do FC Porto não tem dúvidas acerca dos motivos que levaram Julen Lopetegui a tão inesperada reação aquando do cumprimento a Jorge Jesus. António Sousa tem a certeza que o basco sente que perdeu a Liga NOS com o nulo na Luz.

13:39 - "Surpreendeu-se a saída de Brahimi mas é uma gestão difícil" - OJOGO.PT
Dito jogou pelo Benfica e FC Porto e abordou a O JOGO o clássico entre os dois clubes.

12:25 - Número redondo para Helton no clássico da Luz - OJOGO.PT
Guarda-redes brasileiro foi surpresa na equipa titular do FC Porto na Luz.

11:52 - Um encontro arquitetado para o zero a zero - OJOGO.PT
Empate a zero acabou por ser lógico entre a preocupação do Benfica de não deixar jogar e a incapacidade do FC Porto em ser acutilante.

10:27 - “BÊS” PERDEM NA TAPADINHA - BIBO-PORTO-CARAGO.BLOGSPOT.COM
http://bibo-porto-carago.b logspot.pt/

atlético-FC PORTO B, 2-1

Segunda Liga, 41.ª jornada
26 de Abril de 2015
Estádio da Tapadinha, em Lisboa


Árbitro: Marco Ferreira (Madeira).
Assistentes: Nelson Moniz e Sérgio Serrão.
Quarto árbitro: António Godinho.

ATLÉTICO: Meira; Pedro Almeida, Gregory, Pierre e Roberto; Ibrahim, Jota e Silas (cap.); Manuel Liz, Bata e Jorge Gonçalves.
Substituiçõe s: Manuel Liz por Leandro Albano (69m), Jorge Gonçalves por Quinaz (86m) e Jota por Thomas (90+1m).
Não utilizados: Igors, Vitor Almeida, Palacios e Dady.
Treinador: Jorge Andrade.

FC PORTO B: André Caio; Víctor García, Diego Carlos, Zé António e David Bruno; Tomás Podstawski, Francisco Ramos e Leandro Silva; Frédéric, Gonçalo Paciência (cap.) e André Silva.
Substituições: Gonçalo Paciência por Roniel (41m), Diego Carlos por Pavlovski (56m) e Zé Antonio por Anderson (79m).
Não utilizados: Kadú, Rafa, Graça e Pité.
Treinador: Luís Castro.

Ao intervalo: 1-0.
Marcadores: Silas (8m, pen.), David Bruno (64m) e Jorge Gonçalves (75m).
Disciplina: cartão amarelo a Diego Carlos (8m), Gregory (21m), Jota (77m) e Ibrahimi (80m).

O FC Porto B perdeu, este domingo, com o Atlético por 2-1, em partida da 41.ª jornada da Segunda Liga, disputada no Estádio da Tapadinha, em Lisboa. A equipa de Alcântara adiantou-se no marcador aos oito minutos, por Silas, através de uma grande penalidade, mas os Dragões reagiram e empataram já na segunda metade, aos 64 minutos, por intermédio de David Bruno. Os lisboetas viriam a carimbar a vitória aos 75 minutos, por intermédio de Jorge Gonçalves, no seguimento de um canto, num resultado com laivos de injustiça para os comandados de Luís Castro.

Os portistas entraram em jogo praticamente em desvantagem, com o árbitro Marco Ferreira a “descobrir”, logo aos oito minutos, uma falta de Diego Carlos sobre Jorge Gonçalves dentro da área portista e Silas, chamado a converter a grande penalidade, a rematar de forma certeira para o 1-0. Os comandados de Luís Castro reagiram bem à desvantagem e quer André Silva, por duas vezes, quer Gonçalo Paciência tiveram boas oportunidades ainda dentro dos 20 minutos para empatar a contenda, mas não conseguiram desfeitear Meira. Com vários pormenores de qualidade e jogando um futebol agradável, os “bês” estiveram quase sempre perto da baliza adversária durante a primeira metade, sofrendo uma contrariedade aos 39 minutos, com a lesão do capitão Gonçalo (substituído por Roniel). No final da primeira parte, o 1-0 tinha um sabor a injustiça para os comandados de Luís Castro.

Uma entrada forte dos Dragões na segunda metade, superiores nos capítulos ofensivos e defensivos da partida, fez antever um golo que surgiu apenas aos 64 minutos: mais uma boa combinação perto da área lisboeta, com Frédéric a solicitar David Bruno na esquerda e o lateral a fazer um cruzamento / remate que enganou Meira e reestabeleceu a igualdade (1-1). No entanto, o Atlético chegou novamente à vantagem, aproveitando da melhor forma um canto, através de Jorge Gonçalves (75m), numa altura em que o conjunto de Luís Castro estava a apostar tudo em chegar à vitória. Até ao final, os portistas embateram sempre na muralha lisboeta e foram incapazes de quebrar a resistência do Atlético, terminando o desafio com uma derrota algo injusta por 2-1.

No final da partida, Luís Castro deu “o mérito a quem ganhou”, assumindo que “foi um jogo intermitente” da equipa: “Há factores que condicionam os jogos, como o número elevado de jogos e o cansaço mental de tirar o foco de uma competição e colocá-lo noutra. Os atletas estão a ter o primeiro contacto com essa realidade e é natural que não produzam sempre o que se espera. Houve momentos muito bons de nossa parte, em que dominámos o adversário e conseguimos produzir futebol de qualidade, mas também houve momentos em que deixámos que o Atlético saísse para o ataque”. Já Leandro Silva falou de um “jogo mal conseguido”: “Na primeira parte podíamos ter concretizado várias oportunidades e não conseguimos; eles marcaram primeiro, nós conseguimos empatar e novamente numa bola parada voltaram a marcar. Queríamos a vitória, tivemos oportunidades mas, infelizmente, não as conseguimos concretizar”.

Com este resultado, os “bês” mantêm-se na nona posição da Segunda Liga, com 60 pontos (com mais um jogo disputado que o Vitória de Guimarães B, décimo classificado). O próximo desafio dos portistas é a recepção ao Sporting B, a contar para a 42.ª jornada da competição, e está agendada para sábado, às 15h00, no Estádio Luís Filipe Menezes, com transmissão em directo no Porto Canal.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

---


10:16 - futebol, 11:15, Sporttv1 – atlético 2-1 FC PORTO B - BIBO-PORTO-CARAGO.BLOGSPOT.COM


10:16 - futebol, 17:00, benfica tv – benfica 0-0 FC PORTO - BIBO-PORTO-CARAGO.BLOGSPOT.COM


03:09 - Os casos do Benfica-FC Porto - RECORD.PT
Os casos do Benfica-FC Porto


01:21 - Salvio impressionado com ambiente na Luz - OJOGO.PT
Extremo argentino utilizou as redes sociais para agradecer aos adeptos pelo apoio no clássico com o FC Porto (0-0)

domingo 26 abril 2015
23:25 - Júlio César iguala Silvino - OJOGO.PT
Atleta brasileiro tornou-se no segundo guarda-redes na história do Benfica a não sofrer golos nos dois clássicos com o FC Porto na mesma temporada

22:22 - Não perder com Sporting e FC Porto na mesma época... "dá" título - RECORD.PT
Não perder com Sporting e FC Porto na mesma época...


21:53 - Benfica - FC Porto: Veja as melhores fotografias do clássico - FUTEBOL365.PT
Benfica - FC Porto: Veja as melhores fotografias do clássico
As fotos do empate 0-0 entre Benfica e FC Porto, na 30.ª jornada da I Liga de futebol.

21:49 - Jorge Jesus: «Não tenho a mesma opinião do treinador do FC Porto» - RECORD.PT
Jorge Jesus: «Não tenho a mesma opinião do treinador do FC Porto»


21:15 - "Clássico" deixa tudo na mesma - UEFA.COM

Benfica e FC Porto defrontaram-se este domingo no último clássico de 2014/15 e não conseguiram marcar qualquer golo, pelo que tudo fica na mesma no topo da tabela.

20:53 - Síntese: Benfica com caminho aberto para o título após nulo com FC Porto - FUTEBOL365.PT
Síntese: Benfica com caminho aberto para o título após nulo com FC Porto
O decisivo Benfica-FC Porto de hoje no Estádio da Luz terminou sem golos e deixou o caminho para a renovação do título nacional de futebol, por parte do clube da capital, muito mais facilitado.

20:38 - Comentário: Clássico fica a zero e Benfica já cheira o bicampeonato - FUTEBOL365.PT
Comentário: Clássico fica a zero e Benfica já cheira o bicampeonato
Benfica e FC Porto, ambos demasiado `tímidos´ em quase toda a partida, empataram hoje a zero no `clássico´ da 30.ª jornada da I Liga de futebol, resultado que deixa os `encarnados´ mais perto da revalidação do título.

19:30 - BENFICA-FC PORTO, 0-0 (2.ª parte) - RECORD.PT
BENFICA-FC PORTO, 0-0 (2.ª parte)


18:45 - "Tentei recuperar, mas não deu" - OJOGO.PT
Salvio, extremo do Benfica, não escondeu a desilusão por não poder disputar o clássico com o FC Porto devido a lesão

18:31 - Salvio nem no banco - OJOGO.PT
Extremo do Benfica foi convocado mas não entra nas contas para o jogo com o FC Porto

17:54 - Benfica com Talisca no lugar de Salvio e Helton no onze do FC Porto - FUTEBOL365.PT
Benfica com Talisca no lugar de Salvio e Helton no onze do FC Porto
O brasileiro Talisca vai substituir o lesionado Salvio no ‘onze’ do Benfica que vai defrontar hoje o FC Porto, na 30.ª jornada da I Liga de futebol enquanto a titularidade do guarda-redes Helton é a grande novidade nos ‘dragões’.

17:52 - EM DIRETO: Acompanhe o Benfica - FC Porto ao minuto - FUTEBOL365.PT
EM DIRETO: Acompanhe o Benfica - FC Porto ao minuto
O Benfica e o FC Porto vão disputar hoje o que é considerado o `jogo do título´, quando medirem forças a partir das 17:00 no estádio da Luz, na 30.ª jornada da I Liga de futebol.

17:00 - futebol, 17:00, benfica tv – benfica Vs. FC PORTO - BIBO-PORTO-CARAGO.BLOGSPOT.COM


15:58 - Como o Atlético tombou os dragões: veja os golos e as jogadas - OJOGO.PT
Veja os golos e os melhores lances do jogo entre Atlético e FC Porto B, da 41ª jornada da II Liga.

15:54 - FC Porto B matou a fome do Atlético - OJOGO.PT
Dragões derrotados frente a uma equipa que quebrou um jejum de três jogos sem vencer.

15:48 - O que é dito no Twitter sobre o Benfica-FC Porto - RECORD.PT


15:36 - Kelvin deixa conselho: «Acreditem até ao final» - FUTEBOL365.PT
Kelvin deixa conselho: «Acreditem até ao final»
Herói no FC Porto-Benfica de há duas temporadas (2-1), que lançou de forma decisiva os azuis e brancos para o título de campeões nacionais, Kelvin acompanhará atentamente o 'Clássico' deste domingo, a partir das 17 horas de Lisboa. O brasileiro cedido ao Palmeiras pediu confiança.

14:42 - Segunda Liga: Atlético vence Porto B e não desiste da manutenção - FUTEBOL365.PT
Segunda Liga: Atlético vence Porto B e não desiste da manutenção
O Atlético regressou hoje às vitórias, após bater em casa o FC Porto B, por 2-1, e deu um passo positivo na difícil luta pela permanência na II Liga de futebol, jogo da 41.ª jornada.




AddInto










PARCEIROS : casa em portugal  | foot  | Mercato  |
Contacto     | © Copyright of DirectoFutebol.com